Se não consegue visualizar esta newsletter correctamente, clique aqui.

 
 

Sistema4

25 Anos Sistema4
            JULHO'17 . NÚMERO 100 RS sistema4
sombra
“A exportação é
praticamente 100% da
nossa faturação.”
José Neves
 

José Neves - Diretor Geral da Leirimetal

Fundada em 1981, a Leirimetal dedica-se ao projeto e construção de máquinas e soluções completas para a indústria de cerâmica estrutural, com especial enfoque no mercado internacional.

Saber mais em www.leirimetal.com

 
 
 
 

Qual foi o segredo para a transição geracional na gestão da Leirimetal como a que tem vivido?
Não existem segredos. Nem fórmulas infalíveis. Uma empresa familiar tem de ter a capacidade de perceber, em cada momento, quais são as valências dos elementos que a compõem, e atuar em conformidade. É fundamental perceber quais as deficiências ou os pontos frágeis e, desse modo, procurar colaboradores que possam ser a mais valia que está em falta.

 

Em que medida a última crise no setor da construção em Portugal influenciou os vossos resultados?
A Leirimetal não sofreu muito com a crise da construção em Portugal porque, à data, a Leirimetal era já uma empresa que dependia pouco do mercado nacional. A crise nacional foi prevista e preparada atempadamente pela Leirimetal, apostando na internacionalização. A crise internacional, em 2008, essa sim, influenciou os resultados da Leirimetal, pois os mercados internacionais preferenciais foram bastante afetados.

 

Como perspetiva o futuro da construção civil em Portugal e em particular dos materiais e construção cerâmicos?
Com muitas dúvidas. É inegável que existem, cada vez mais, outras soluções que podem substituir alguns dos tradicionais produtos cerâmicos usados na construção. Infelizmente, a indústria da cerâmica estrutural em Portugal não se reinventou e atualizou, como aconteceu em outros países Europeus. Os blocos cerâmicos usados em Portugal ainda são os mesmos de há várias décadas. Esses blocos não garantem uma qualidade de construção aceitável para os padrões atuais, em particular no que toca a questões térmicas e sonoras. Esta incapacidade da indústria em Portugal vai permitir que, muito mais rapidamente, outras soluções possam surgir no mercado.

 

Como é que uma empresa que trabalha sobretudo para a indústria de produtos cerâmicos se reinventa?
Uma pergunta de difícil resposta. Em geral, é importante perceber onde é que as nossas capacidades técnicas podem ser uma mais valia em outras indústrias. É essa ponte que estamos lentamente a fazer, de modo a não depender exclusivamente da cerâmica. A cerâmica estrutural vai continuar a ter o seu papel na indústria, mas é muito provável que diminua a sua influência e importância.

 

A exportação representa uma grande fatia na vossa faturação. O cliente internacional é mais ou menos exigente que o cliente nacional?
A exportação é praticamente 100% da nossa faturação. A experiência passada que temos com o cliente nacional é que o cliente nacional é, de um modo geral, tão exigente como o internacional.

 

Com um percurso marcado pelo crescimento, quais têm sido os fatores principais para o sucesso?
Os mesmos para empresas na área da Indústria: internacionalização, inovação, qualidade dos produtos e um serviço pós-venda eficaz.

 

A estratégia de comunicação da Leirimetal passa pela participação em feiras internacionais. Este tipo de evento é visto como fonte de contactos ou acaba por servir apenas para elevar a imagem institucional da empresa?
Eu diria que ambas. Naturalmente, a imagem da empresa é o fator mais importante. No entanto, tentamos aproveitar sempre ao máximo esses eventos para potenciar a atividade comercial.

 

Num mercado tão técnico como o da Leirimetal, o marketing e a comunicação desempenham um papel importante no volume de vendas ou é apenas uma questão de posicionamento?
É muito importante, mas não é crucial, pois o nosso produto é dirigido a um público muito específico, que normalmente tem processos específicos na hora de decidir por um cliente ou por outro. No entanto, é sempre um fator facilitador e do qual pretendemos estar cada vez mais atentos.

 

Quais as vantagens de trabalhar com uma empresa como a sistema4?
A facilidade de comunicação dos seus colaboradores é muito importante. O feedback dos nossos clientes em relação ao trabalho de marketing e comunicação da Leirimetal é, sem dúvida, muito positivo. Para nós é o mais importante.

 

Qual a mensagem que deixa à sistema4, neste 25.º aniversário?
Todos esperamos que prossiga o seu trabalho, pois é importante ter empresas de qualidade, desta área, em Leiria, onde existe um tecido industrial relevante.

 
 

sistema4@sistema4.pt T 244 848 360 |  Praceta Joaquim Dias Ramadas,33 | 2410-115 Leiria - Portugal

 
FB